Esclarecimento

0
5801

É importante reconhecer os desafios enfrentados pela Secretaria de Educação em relação à falta de transporte escolar. A questão não está simplesmente na ausência de empenho por parte da Secretaria, mas sim em situações complexas relacionadas aos processos licitatórios e aos fornecedores selecionados.

A Secretaria tem buscado garantir um processo transparente e justo ao realizar os processos licitatórios para escolher os fornecedores de transporte escolar. No entanto, não tem controle total sobre as ações dos fornecedores após a seleção. Infelizmente, em alguns casos, os fornecedores não cumpriram suas obrigações de entrega dos veículos, o que resultou em atrasos significativos.

Vale ressaltar que a Secretaria não fica de braços cruzados diante dessas situações. Ao deparar-se com descumprimentos contratuais, ela age para garantir que os fornecedores sejam notificados e incentivados a cumprir seus compromissos. Esses processos legais e notificações extrajudiciais podem, muitas vezes, prolongar os prazos de entrega dos veículos.

Além disso, a Secretaria de Educação procura alternativas quando os fornecedores desistem do contrato. A busca por novos fornecedores em situações emergenciais pode ser demorada e complicada, mas é realizada para minimizar os impactos na educação dos estudantes.

Em vez de criticar exclusivamente a Secretaria de Educação, é essencial considerar o contexto complexo em que ela opera. A falta de transporte escolar não é uma questão simples e direta de falta de empenho. A Secretaria enfrenta obstáculos reais e está tomando medidas para superá-los e fornecer a melhor qualidade de educação possível aos estudantes.

Caucaia, 04 de setembro de 2023

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui