Novos Psicólogos, Assistentes Sociais e Psicopedagogos são recebidos pela equipe do Serviço de Atendimento Multidisciplinar Educacional.

0
1391

A Secretaria Municipal de Educação (SME) realizou o primeiro processo seletivo para psicólogos, assistentes sociais e psicopedagogos. Ao todo, 20 profissionais foram selecionados e passaram a compor a nova equipe do Serviço de Atendimento Multidisciplinar Educacional.

A integração desses profissionais acontece entre os dias 6 e 8, no auditório da SME e tem uma programação variada. As boas-vindas foram dadas pela secretária pedagógica Maricélia Damasceno e pela equipe do SAME, liderada pelo Dr. Rômulo Araújo e pela Dra. Fabíola Ximenes, psicólogos responsáveis pelo setor.

Em seguida, foram apresentados o organograma da Secretaria de Educação, os setores de Gestão Escolar, Programas e Projetos e Ouvidoria e, na sequência, eles realizaram o reconhecimento dos espaços físicos da SME. O encontro teve palestras com temáticas direcionadas à mediação escolar, com a professora Maria Joelma Gomes e à atuação dos assistentes sociais e psicólogos nas unidades escolares, com a assistente social e Mestre em Saúde da Família, Lucélia Góis.

Além dessa programação, houve o debate de temáticas como bullying, violência nas escolas e relações familiares em mesas redondas e o compartilhamento de experiências exitosas. É com grande satisfação que aceitei o convite para participar desse processo formativo da equipe multi que chega para fortalecer a educação inclusiva no município de Caucaia.

Lucélia Gois parabeniza a gestão do prefeito Vítor Valim pelo o olhar e atenção com a educação pública e entende que essa é a principal ferramenta de transformação. Ela destaca que, com base na lei de inclusão (LEI 13.935/2019), Caucaia recebe um time mais amplo e, durante essa semana, se prepara para entrar em campo.

A temática abordada foram as razões para a presença de assistentes sociais e psicólogos nas escolas. Segundo apresenta ela que “esses profissionais colaboram com o desenvolvimento à criatividade e às relações interpessoais (entre tantas outros) seja no campo da proteção social e da participação familiar e comunitária – impactando diretamente nos processos de ensino- aprendizagem.”

Para Rômulo Araújo, “nosso papel como SAME nas Escolas será cuidar dos vínculos, das competências socioemocionais, do clima escolar, de uma cultura de paz, então era preciso começar por nós como equipe! Nos conhecermos, nos acolhermos, nos conectarmos e assim, com foco colaborarmos para uma Educação Integral e com equidade na nossa Caucaia.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui